Expediente

Editorial

Revista O Papel - FEVEREIRO/2017

A HORA E A VEZ DA SUPERAÇÃO

Não adianta colocar nosso foco sobre a dificuldade das coisas, mas é preciso, sim, concentrar

nossa energia para nos tornarmos cada vez melhores. Talvez, nestes tempos desafiadores, você esteja dispendendo horas falando sobre como tudo está difícil de fazer, de

vender, de conseguir mudar etc. Entretanto, este ano podemos dizer que é a hora e a vez da

superação em busca de nossos objetivos e sonhos.

Todos querem ser destaque no mercado e, para tanto, é necessário ser melhor do que

a concorrência, trabalhar mais e na direção certa com a estratégia correta, porque, caso

contrário, será mais um na multidão da média que disputa resultados para simplesmente sobreviver

e não para, de fato, crescer. Portanto, esta nossa edição traz exemplos de empresas

que estão em evidência no setor de celulose e papel com seus investimentos mais recentes

e que também estão posicionando-se em suas gestões e preparando-se para os próximos

passos nos negócios.Estamos falando da Klabin, tradicional empresa da indústria de base  orestal com seus

mais de 100 anos, e da Smurfit Kappa Brasil, que completou recentemente seus dois anos

de atuação no País. A Klabin é apresentada em Reportagem de Capa com seu novo Centro

de Tecnologia em Telêmaco Borba-PR, inaugurado em junho de 2017, concluindo assim um

plano de investimento em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D+I), que somou R$ 70

milhões nos últimos três anos.

O objetivo do novo Centro é antecipar tendências e criar novas tecnologias e aplicações

sustentáveis não apenas para o modelo atual da indústria de celulose e papel, mas para

a indústria de base florestal como um todo, explorando o potencial das florestas plantadas.

Avaliando o contexto em que a indústria de celulose e papel está inserida atualmente

e fazendo um retrospecto dos desdobramentos que conduziram a Klabin a este momento,

Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia e Unidade de Celulose da empresa, aponta que os

processos fabris são bem maduros, já que estão consolidados há muitos anos. “Apesar de

não termos visto grandes inovações em termos de processo de fabricação em si, cada região

do mundo tem buscado se diferenciar para fortalecer a própria competitividade e seguir

tendo protagonismo nessa indústria.” (Confira mais detalhes e informações na matéria

completa desta edição)

A Smurfit Kappa Brasil também vem consolidando sua capacidade competitiva e segue

na rota do crescimento desde sua chegada, em 28 de janeiro de 2016, quando adquiriu duas

empresas do setor de embalagens de papel: a Indústria de Embalagens Santana e a Paema

Embalagens, e apresenta neste momento seu novo CEO. Trata-se de Manuel Alcalá, engenheiro

civil de formação, com 28 anos de carreira na empresa, que chega trazendo com ele

a experiência como vice-presidente de Vendas Pan-americanas nas Américas, onde construiu

a equipe, contribuiu para o desenvolvimento das pessoas com treinamento em insights e

que, com visão estratégica de vendas e inovação, elevou as vendas a uma taxa média de

8% ao ano na região. Manuel também foi vice-presidente da Divisão de Papelão Ondulado

na Argentina.

O executivo, em Entrevista exclusiva à Revista O Papel, fala, entre outros temas, sobre o

mercado de papel do Brasil. “Estamos conscientes do fato de termos entrado em um mercado

muito desafiador do ponto de vista da logística e provamos que estamos prontos para

gerenciar esse desafio, conforme exigido pelo mercado e pelos nossos clientes”, pontuou

Alcalá. Para superar os resultados e colocar em ação seu plano futuro, a Smur t Kappa Brasil

vem se transformando a cada período e definindo suas melhores estratégias competitivas.

(Leia a Entrevista completa e confira mais informações relevantes nesta edição)

Em âmbito geral, o setor de base florestal brasileiro vem confirmando, ano após ano,

mesmo diante de todos os contratempos da política econômica nacional, sua força de desenvolvimento

baseada em planejamento consistente e investimentos que a colocam à frente de

muitos concorrentes internacionais. Nossos colunistas da O Papel falam nesta edição sobre

resultados da indústria de celulose e papel no ano passado e também trazem conteúdos

sobre análises de segmentos, como o de aparas, tissue, papéis em geral e ferramentas modernas

e eficazes de gestão de resultados.

Nossos artigos técnicos completam esta edição, além da coluna Carreiras & Oportunidades,

para que você possa fazer deste início de ano a sua hora e a sua vez da superação de tudo

que o vem impedindo de se aproximar de seus sonhos e objetivos pessoais e profissionais.

A realidade é e sempre será desafiadora. Não temos como controlar cada mudança. Mas

podemos sim gerenciar a nós mesmos, agregando valor e nos adaptando ao mundo novo, a

a fim de oferecer cada vez mais o melhor que conseguimos nos tornar dia após dia.

Uma ótima leitura a todos e vamos em frente vencer 2018!


Patrícia Capo

Editora Responsável de Publicações/Coordenadora de Comunicação

__________________________________________________________________

O Papel –FEBRUARY 2018

TIME TO TURN THINGS AROUND

We need to stop focusing on how difficult things are and begin concentrating
our energy on becoming better and better. Perhaps, in these challenging times,
we waste hours talking about how things are difficult, how difficult it is to sell, to
change, etc. This year, however, we can say that the time has come to turn things
around, to pursue our objectives and dreams.
Everyone wants to stand out in the market and, for such, it’s necessary to be
better than the competition, work harder and in the right direction, with the right
strategy because otherwise you’ll just be another in the multitude of averageperforming
businesses struggling for results to simply survive and not in fact grow.
Therefore, this month’s edition provides examples of companies that are standing
out in the pulp and paper sector with their most recent investments and are also
positioning their management to prepare for the next steps in the business.
We are talking about Klabin, a traditional forest base company with its more
than 100 years of existence, and Smurfit Kappa Brazil, which recently celebrated its
second anniversary in the country. Klabin is the focus of this month’s Cover Story
and its new Technology Center in Telêmaco Borba (PR), inaugurated in June 2017,
concluding an investment plan in Research, Development and Innovation (R&D+I)
that consumed R$70 million over the last three years.
The objective of the new Center is to anticipate trends and create new technologies
and sustainable applications not only for the current model of the pulp and paper
industry, but also for the forest base industry as a whole, exploring the potential
of planted forests. In analyzing the context in which the pulp and paper industry is
inserted, and looking back at the events that led Klabin to this moment, Francisco
Razzolini, technology director of the company’s Pulp Unit, points out that production
processes are quite mature, as they’ve been consolidating for many years. “In spite
of not seeing major innovations in terms of production processes per se, each region
of the world has sought to stand out to strengthen their own competitiveness and
continue playing a lead role in this industry.” (More details and information in this
month’s Cover Story)
Smurfit Kappa Brazil has also been consolidating its competitive capacity and
pursuing a growth path since arriving in the country on January 28, 2016, when it
acquired two paper packaging companies: Indústria de Embalagens Santana and
Paema Embalagens, and introduced its new CEO. His name is Manuel Alcalá, a civil
engineer with 28 years of career experience in the company, who brings with him
his experience as Vice-president of Pan-American Sales for The Americas, where he
built the team, contributed to their sales expertise through training in insights and,
with a strategic view of sales and innovation, grew account sales at an average rate
of 8% YOY in the region. He was also Vice President of the Corrugated Paperboard
Division in Argentina.
The executive, in an exclusive Interview to O Papel magazine, talks about the
paper market in Brazil, among other things. “We’re aware of the fact that we
entered a highly challenging market from a logistics perspective and proved we
are ready to master this challenge, as required by the market and our customers,”
said Alcalá. To exceed results and put its plan for the future into action, Smurfit
Kappa Brazil is transforming itself each period and defining the best competitive
strategies. (See the complete Interview for more)
In spite of all the problems caused by the country’s economic policy, year after
year, the forest base sector confirms its development strength based on consistent
planning and investments that put it at the forefront of many international players.
This month, our O Papel columnists talk about last year’s results for the pulp and
paper industry and also provide analyses on segments such as wastepaper, tissue,
paper in general and modern and efficient results-management tools.
Our technical articles complete this issue, as well as the Careers & Opportunities
column, so that you can begin to make things happen and master everything that’s
keeping you from realizing your dreams and personal and professional objectives.
The reality is and will always be challenging. We can’t control all the changes.
But we can manage ourselves, add value and adapt to the new world, in order to
deliver the best we can day in day out.
Enjoy and let’s make 2018 happen!

Patrícia Capo

Chief Editor of Publications/Communications Coordinator

 

 

Patrícia Capo
Editora
tel. (11) 38742725

O Papel
Revista mensal de tecnologia em celulose e papel,
ISSN 0031-1057/Monthly Magazine of Pulp and Paper Technology

 

Redação e endereço para correspondência/O Papel Address for Contact:
Rua Zequinha de Abreu, 27
Pacaembu, São Paulo/SP – CEP 01250-050
Telefone (11) 3874-2700

 

Jornalista e Editora Responsável/Journalist and Editor-in-Chief: Patrícia Tadeu Marques Capo MTb 26.351-SP

Editor de Arte/Webmaster: Fernando Lenci
 

Conselho Editorial Executivo/Executive Editorial Council: Em definição


Comitê de Trabalhos Técnicos ABTCP/The ABTCP´s / Committee of Technical Papers:
Editora Técnica Designada/Technical Paper Editor in Charge: Maria Luiza Otero D’Almeida (Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT)

Membros do Comitê/Committee Members:
Alfredo Mokfienski, André Luiz Ferraz, Antonio Aprígio da Silva Curvelo, Celso Edmundo Bochetti Foelkel, Cesar Augusto de Vasconcellos Anfe, Danyella Oliveira
Perissotto, Deusanilde de Jesus Silva, Edison Strugo Muniz, Érico de Castro Ebeling, Flávio Trioschi, Graciela Beatriz Gavazzo, Gustavo Correa Mirapalheta, Gustavo
Matheus de Almeida, Gustavo Ventorim, José Luiz Dutra Siqueira, José Vicente Hallak D´Angelo, Júlio César da Costa, Luiz Marcelo Dionello Piotto, Marcelo Karabolad
dos Santos, Marcia Barreto Cardoso, Maria Cristina Area, Michael Lecourt, Nei Rubens Lima, Osvaldo Vieira, Patrícia Kaji Yasumura, Pedro Fardim, Song Won Park

Publicidade/Publicity: Tel.: (11) 3874-2720/ (11) 3874-2733

Email: relacionamento@abtcp.org.br

Representante na Europa:
Nicolas Pelletier - RNP Tel.: +33 238 42 2900
Fax: +33 238 42 2910
E-mail: nicolas.pelletier@groupenp.com

 

Publicação indexada/O Papel Index : A revista O Papel está indexada no Chemical Abstracts Service (CAS), www.cas.org

 

Os artigos assinados e os conceitos emitidos por entrevistados são de responsabilidade
exclusiva dos signatários ou dos emitentes. É proibida a reprodução total ou parcial dos
artigos sem a devida autorização.

Signed articles and concepts emitted by interviewees are
exclusively responsibility of the signatories or people who have emitted the opinions. It is
prohibited the total or partial reproduction of the articles without the due authorization.

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009