Eldorado usa tecnologia de rastreamento por satélite

Publicação
Lançado há um ano, o Rodobicho, programa da Eldorado Brasil (www.eldoradobrasil.com.br) para monitoramento de animais acidentados em estradas do Mato Grosso do Sul, está ainda mais eficiente e assertivo. A iniciativa estimula motoristas a identificar e comunicar acidentes com animais nas rodovias utilizadas pela companhia no transporte de madeira. O processo antes era feito por meio de um formulário de papel e passa ser realizado com uso de tecnologia de geolocalização.

Os caminhões têm uma tecnologia embarcada que permite aos motoristas registrar, com apenas três cliques, o local do avistamento da ocorrência e o porte do animal em um banco de dados on-line. O sistema utiliza sinais dos satélites de GPS, que mostra exatamente a posição geográfica em que o animal foi visto, melhorando a precisão e evitando duplicidade de inserções – previamente o motorista informava o trecho em que ocorreu o acidente. “É um sistema mais prático e que também dá mais segurança ao motorista”, afirma o especialista em planejamento logístico, Leandro Tizato. Todos os 600 motoristas da empresa, que atuam em três turnos, receberam treinamento sobre o Rodobicho. 

A partir das notificações recebidas, a Eldorado promove a conscientização de seus motoristas sobre a importância da proteção de animais silvestres, bem como ações pontuais nos locais de maior incidência de registros, por meio de instalação de placas alertando sobre a importância de manter a atenção na pista, e também de campanhas externas sobre o tema, a fim de minimizar os riscos e contribuir com a preservação da fauna ali existente. 

De agosto de 2014 a julho de 2015, foram avistados 182 animais acidentados, como tamanduás, antas, capivaras e tatus. Após adoção do novo sistema, neste mês, a companhia já recebeu mais de 100 registros. “O Rodobicho não demonstra apenas o compromisso da Eldorado com a comunidade, mas o engajamento de nossos funcionários com o projeto”, afirma Luciana Bortoluci, gerente de sustentabilidade da Eldorado. 

O monitoramento tem como foco principal quatro estradas federais (BRs 158, 163, 262 e 267) e cinco estaduais (MSs 112, 134, 324, 377 e 395), mas é realizado em todas as vias usadas pela empresa no transporte de madeira. 

Fonte: Eldorado Brasil

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009