ABTCP promove em Três Lagoas a 6ª Semana de C&P

Notícias | 6a Semana de Papel e Celulose | 30.08.2018
Publicação
ABTCP promove em  Três Lagoas a 6ª Semana de Celulose e Papel 

Evento promovido pela ABTCP – Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel – antecipa tendências que trarão impactos significativos à rotina operacional da indústria de celulose e papel

28 de agosto de 2018 – A ABTCP – Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel – deu início a 6ª Semana de Celulose e Papel de Três Lagoas (MS), importante evento voltado à capacitação técnica e profissional do setor. No primeiro dia de palestras — a programação se estenderá nos próximos dois dias, na fábrica da Eldorado Brasil — os participantes puderam acompanhar apresentações e participar de debates pertinentes à pauta central do evento que traz como tema O futuro da celulose e do papel: o que esperar da Revolução Industrial?. 

"O evento se traduz como um momento importante para aprimoramento profissional e atualização sobre assuntos relacionados à cadeia produtiva de celulose e papel. É também uma oportunidade de encontro entre profissionais do setor”, pontuou Viviane Nunes, coordenadora técnica da ABTCP. A escolha da Eldorado como sede deste revelante encontro do setor não foi sem sentido: “o intuito de realizar o evento deste ano dentro de uma das mais modernas fábricas do setor era justamente o de reunir os participantes no ambiente fabril, engajando técnicos e profissionais variados que formam a indústria de celulose e papel”, comentou Viviane sobre a iniciativa da ABTCP.

Abrindo o Painel Gestão de Ativos, Kenya Faria, psicóloga e coach da Kenya Gente e Gestão, apresentou soluções organizacionais que atraem e engajam profissionais de alta performance. Segundo ela, atrair e manter pessoas que acreditam em seus objetivos e não medem esforços para atingir resultados está entre os maiores desafios das empresas atualmente.  Por sua vez, Álvaro Lopes Flauzino, especialista em Automação da Klabin, despertou a atenção dos presentes para a preparação do profissional de hoje à transformação digital que está em curso. 

A palestra de Alan de Paula Alves, assistente de Manutenção III da Fibria, deu enfoque ao gerenciamento de ativos relacionado à família de equipamentos válvulas de controle. Alves detalhou o sistema e deu exemplos de aplicação, considerando as vantagens e desvantagens do uso da ferramenta. "Além do uso da tecnologia no emprego da Manutenção e recebimento de alarmes, dados para análise e outros on-line são uma condição expressiva para o time da Manutenção”, sublinhou ele.

O Painel Gestão de Ativos contou ainda com a participação de Glauco Andreoti, especialista de Automação da Eldorado, discorrendo sobre os desdobramentos da gestão de ativos na Indústria 4.0. Ele contou que recentemente a Eldorado realizou uma ampla pesquisa de mercado na busca pelos habilitadores de uma gestão de ativos integrada e inteligente. "Temas recorrentes e notórios do discurso vanguardista da Indústria 4.0, como manutenção preditiva, computação em nuvem, Big Data, Machine Learning, são poderosos drivers potenciais para uma gestão de ativos inovadora”, informou aos presentes.

O aumento da disponibilidade da Caldeira de Recuperação foi abordado por Saulo Sechin Silotti, assistente tecido da área de Recuperação da Eldorado. "Por se tratar de um equipamento de alta complexidade e impacto dentro do contexto industrial, a Caldeira de Recuperação tem papel fundamental nos aspectos ambientais e produtivo. Uma maior disponibilidade do equipamento é imprescindível para o atingimento das metas globais da empresa”, justificou. O palestrante ainda detalhou uma série de oportunidades identificadas e implementadas, por meio de uma metodologia de trabalho multidisciplinar, que levaram ao resultado expressivo de um ano sem trip (paradas de emergência).

No Painel Manufatura na Prática, Uiliam Mazzardo Veloso, especialista de Manutenção e Confiabilidade da Eldorado, falou sobre técnicas de monitoramento da condição, aspecto primordial em uma Gestão de Ativos de excelência. De acordo com ele, "uma manutenção proativa deve ser capaz de detectar a evolução de modos de falha de ativos críticos sob sua responsabilidade e agir a tempo de diminuir os riscos operacionais, mantendo a função desses ativos com a menor indisponibilidade possível e conforme a previsão de custos”. 

Amaury Malia, gerente geral da Unidade Três Lagoas da International Paper, lançou um olhar atento sobre a performance da área de Manufatura, já antecipando as tendências que têm pautado a Indústria do Futuro, incluindo suas possíveis melhorias, as mudanças na força de trabalho e as formas de alinhá-la às novas habilidades e competências técnicas que serão necessárias. "Discutir estes temas tem grande relevância para o momento em que vivemos hoje, pois precisamos nos preparar para viver um novo paradigma na manufatura, a Indústria 4.0, que engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura”, resumiu.

Questões relacionadas à manutenção autônoma, ou seja, pequenas intervenções de manutenção realizadas pelo time de operação foram apresentadas por Alvaro da Rocha Costa, coordenador de Produção (Secagem) da Fibria. O palestrante detalhou o projeto aplicado nas áreas de preparação de madeiras e secagem da Unidade Três Lagoas. "Fizemos um Roadmap de implementação do projeto, desde a escolha dos profissionais até o treinamento teórico e prático, e o acompanhamento dos resultados”, revelou aos presentes, ressaltando que o tema tem conexão direta com a produtividade das linhas de produção, pois reduz o tempo de máquina parada, com forte interação entre operador e máquina.

Minicursos gratuitos voltados a estudantes também contemplam 6ª Semana de Celulose e Papel de Três Lagoas
Além de dar enfoque ao aprimoramento técnico dos profissionais que já compõem as equipes das empresas do setor, a já tradicional Semana de Celulose e Papel de Três Lagoas, promovida pela ABTCP anualmente, atende às necessidades de outro grupo importante à competitividade atual e de longo prazo da indústria nacional: os estudantes. 
No último dia 27, a AEMS — Faculdades Integradas de Três Lagoas recebeu 110 estudantes para acompanhar palestras sobre o processo produtivo e as particularidades da indústria de celulose e papel, em uma apresentação feita por Nei Lima, coordenador da Comissão Técnica de Meio Ambiente da ABTCP e diretor da Nei Lima Consultoria Ambiental, e sobre estratégias de marketing pessoal para processos seletivos, a partir da apresentação feita por Kenya Faria, psicóloga e coach da Kenya Gente e Gestão.
No próximo dia 30, será a vez do Senai de Três Lagoas receber estudantes interessados em expandir seus conhecimentos acerca da indústria de celulose e papel. Entre os inscritos, estão alunos dos cursos técnicos de Química e Celulose e Papel da Escola Estadual João Magiano Pinto (Jomap). “Conhecendo o histórico de incentivo da ABTCP em contar com a participação de estudantes nas suas programações e eventos, fiz o intermédio para que os alunos do Mediotec, que estão cursando o Ensino Médio, e concomitante, o Curso Técnico, participassem das palestras promovidas no Senai”, conta Simone Setúbal Queiroz, coordenadora dos Cursos Técnicas da Jomap. "Certamente esse incentivo da ABTCP, por meio da promoção de informações atuais, que fazem parte da linguagem e rotina das empresas, faz toda a diferença no meio educacional e científico”, completa ela, evidenciando a relevância do evento. 

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009