Publicação

Análise energética em refinação de baixa consistência de madeira de
coníferas

Autores:Tom Lundin
               Fernanda Wurlitzer
               Song Won Park
               Pedro Fardim

RESUMO

Refinação de baixa consistência (LCR) envolve uma série de variáveis termodi-nâmicas que provêm de intra- e interações da água com fibras celulósicas den-tro do processo. Os tópicos presentes energia e eficiência são usados com fre-quência, mas ainda constituem conceitos imprecisos em LCR. Este trabalho inves-tigou a energia consumida no processo de refinação de celulose. Foram realiza-dos experimentos laboratoriais em combinação com modelação matemática mediante a aplicação de um balanço energético elementar. Uma suspensão de celulose kraft de madeira de coníferas foi submetida a tratamento sem carga num refinador ProLab™, com três consistências diferentes. A energia mecânica de entrada, que determinava o desenvolvimento das propriedades da celulose e as alterações do sistema térmico, foi monitorada por um único sensor de tem-peratura, além do fluxo de celulose e da pressão do sistema, no refinador de ce-lulose de laboratório. A energia de entrada foi analisada, dividida e modelada, e pôde equilibrar o sistema. O modelo pode ser usado para predizer o desempe-nho do sistema com outros valores paramétricos. A taxa de transferência de energia e implicitamente a consistência da celulose , determinou a forma de tratamento das fibras e, por conseguinte, a amplitude e o tipo de alterações na estrutura das fibras, isto é, o desenvolvimento das propriedades da celulose, úmi-da e seca. A taxa de transferência foi decisiva para a eficiência energética do processo LCR. Os resultados indicaram que a energia sem carga, consumida em água e fibras, foi completamente convertida em calor sensível nas condições investigadas.

Referências

Tom Lundin; Fernanda Wurlitzer; Song Won Park; Pedro Fardim1
Análise energética em refinação de baixa consistência de madeira de coníferas
Energy analysis in low consistency refining of softwood
O PAPEL vol. 70, num. 10, pp. 41 - 60 OCT 2009
Currently with Center of excellence FunMat, Department of Physical Chemistry, Åbo Akademi University. E -mail: tlundin@abo.fi ;  Laboratory of Fibre and Cellulose Technology, Åbo Akademi University, Porthansgatan 3, FI-20500, Turku/Åbo, Finland. E-mail: pfardim@abo.fi; Chemical Engineering Department, University of Sao Paulo, 05508-900, Av Luciano Gualberto, 380, Sao Paulo, Brazil.E-mails: fernanda.wurlitzer@poli.usp.br - sonwpark@usp.br


*Leia o artigo completo no arquivo PDF

Anexos

Artigo

Adobe PDF | 1074 Kb

 

Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009