Publicação
O VALOR DE ARRUMAR A CASA

POR BRUNO RODRIGUES DE MORAES

 Gerente de Projeto Falconi, formado em Administração pela UFRGS com Especialização em Controladoria e Finanças pela PUCRS. Mais de 15 anos de carreira, com atuação no Brasil e na América Latina, e atuação consolidada em Estratégia e Gestão, liderando projetos de consultoria para resolução de problemas complexos em governança corporativa, formulação estratégica e melhoria de resultados econômico-financeiro, em empresas grandes de diversos setores, gerando ganhos concretos e desenvolvimento das lideranças e mais recentemente liderando o Programa de Desenvolvimento Sustentável.

É muito comum que o foco da liderança esteja em incrementar o sistema de gestão da organização, realizando iniciativas que visem a melhoria das funções, incorporando novas metodologias e tecnologias nos processos internos. O que muitas vezes fica em segundo plano (e possui um valor que dificilmente é mensurado/reconhecido) é a arrumação da casa. Tão importante quanto incrementar o sistema de gestão é simplificar, priorizar e focar os esforços ao longo do tempo, conforme aumentamos nosso domínio sobre o cenário. E o que podemos fazer para arrumar a casa? Não obstante de casos específicos e melhorias específicas sobre a situação de cada gestor, existem alguns exemplos importantes de focos potenciais que podem ser avaliados:

• Simplificar: priorizar metas e indicadores Nas atividades de planejamento, cada vez mais se busca medir o desempenho dos diversos processos para suportar a tomada de decisão. Isso gera uma quantidade importante de indicadores que passam a ser mensurados e envolve uma dose de incerteza no início de cada período. Com o passar do tempo, é possível melhorar o entendimento sobre a relação de causa-efeito entre as métricas, aprimorando as árvores de indicadores e possibilitando a priorização em relação ao impacto nas metas estratégicas. Assim, podemos praticar o desapego, tirando da frente aquilo que não é crítico para o alcance dos resultados. • Focar: revisar os planos de ação A partir da definição das metas, nem sempre é possível avaliar todos os pontos críticos para o atingimento de uma determinada meta ou até mesmo existem casos em que, pelo nível de maturidade, os planos acabam ficando incompletos ou nem são feitos. Assim, é interessante que, junto com a revisão das metas, a qualidade dos planos também seja revista, alterando e/ou criando ações suficientes para garantir que as metas se mantenham. Um bom plano de ação mantém o foco de atuação no que é importante. • Agilizar: aprimorar os rituais de gestão Controlar de forma efetiva os resultados, avaliando os desvios e propondo contramedidas é a parte do ciclo de gestão mais importante, porém, controlar não deveria ser sinônimo de engessar. Na prática, vemos um grande esforço em criar rituais, níveis, reports etc., sem um cuidado para a agregação de valor de cada coisa, em vez de fazer aquilo que tem de ser feito, no momento que precisa ser feito. Uma das coisas que não podem ser compradas é o tempo das pessoas, então ele precisa ser utilizado da melhor forma possível. Garantir que os fóruns possuam uma pauta pré-estabelecida, que haja uma avaliação prévias dos focos críticos para o momento, que as responsabilidadesestejam bem definidas e que o conhecimento não se perca entre níveis são formas de agilizar os rituais de gestão. • Digitalizar: automatizar os processos Existem ferramentas para a automação e a digitalização de diversos fluxos de processos nas organizações. Investir o tempo das pessoas para atualizar indicadores, construir apresentações e manusear informações não é aceitável. Quanto mais conseguirmos automatizar a coleta e gestão de informações, mais a tomada de decisão será sustentada, objetiva e on time. Não há como termos uma gestão preditiva e prescritiva, se a gestão estiver focada somente no período posterior. Enfim, arrumar a casa significa um processo constante de liberar recursos da organização para o que realmente importa: engajar suas pessoas, gerar valor para os seus stakeholders e criar inovações que diferenciem e perenizem o negócio.
Anexos

PDF | 148 Kb

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009