SERÁ O PARAGUAI A NOVA FRONTEIRA DA INDÚSTRIA PAPELEIRA

Indicadores | Indicadores | 23.06.2022
Publicação
POR MARCELLO COLLARES

Olhando para o mapa das últimas fábricas de celulose implementadas na América Latina – destaques na imagem “Fábricas de Celulose América Latina" – há uma tendência aparente: o desenvolvimento e a expansão para o oeste. A primeira onda de fábricas foi construída ao longo da costa leste do Brasil, em estados como Espírito Santos e Bahia. Depois, os investimentos foram em direção ao centro-oeste/sudeste, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Tal tendência continua agora com a nova planta de celulose de eucalipto da Paracel, no Paraguai, sendo implementada. Pergunto então aos leitores: Será o Paraguai o novo destino de investimentos? A nova fábrica da Paracel, de onde se espera a produção de 1,5 milhão de toneladas de celulose branqueada de eucalipto (BEKP) por ano, é um dos primeiros grandes investimentos industriais no Paraguai, capaz de mudar completamente a economia local e colocar o país no radar da Indústria Global de Papel e Celulose. Mas por que exatamente a Paracel investirá US$ 2 bilhões na construção da primeira grande fábrica de celulose no Paraguai? Mesmo sendo a expansão da fronteira agrícola um fator relevante, não explica sozinha o grande investimento, já que qualquer projeto dessa magnitude resulta de uma conjuntura de condições e uma estratégia clara.
Anexos

PDF | 1564 Kb

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009