Publicação
O título deste artigo traz uma pergunta importante de
ser feita, principalmente no momento atual, em que
os indicadores mostram que as indústrias no Brasil
têm, em geral, enfrentado dificuldades para continuar
em funcionamento.
As razões para tal cenário incluem problemas de abastecimento
de insumos, custos elevados, complexidade legal e insegurança
jurídica, dentre uma lista ampla e conhecida de boa parte dos empresários
do setor. Mas é importante ressaltar que este panorama
complexo não é novidade, já que as indústrias brasileiras vivenciam
estes mesmos problemas há décadas (em diferentes escalas, logicamente,
variando de acordo com o setor e mercados específicos).
Mas, e como se comporta a percepção do empresário industrial
diante dessas dificuldades? Ele tende a ser mais conservador
ou mais arrojado nas estratégias empresariais? Como é o racional
dessa estratégia? A empresa adota ações com visão mais otimista
ou ela utiliza um anteparo de ações com viés pessimista?
É dentro desse universo de dúvidas que o presente artigo se descortina:
o comportamento da confiança do empresário industrial
brasileiro nos últimos anos. A CNI – Confederação Nacional da
Indústria – desenvolve mensalmente uma pesquisa com empresários
dos diversos ramos da indústria brasileira, indagando a eles,
dentre outras questões, a seguinte indagação: Empresário Industrial,
qual a sua expectativa geral para os próximos seis meses?
As respostas são apresentadas por meio de uma nota que
representa a percepção dele naquele momento da pesquisa,
conforme a seguinte escala:
• Percepção de um futuro OTIMISTA: notas variando
entre 51 e 100. Quanto maior a nota, mais otimismo está
sendo expresso.
• Percepção de um futuro PESSIMISTA: notas variando entre
0 e 49. Quanto menor a nota, mais pessimista é a percepção.
• Percepção NEUTRA para o futuro: nota 50, o que demonstra
uma expectativa futura sem viés positivo ou negativo.
Dessa forma, a pesquisa revela, em cada período de medição,
um índice de expectativa do futuro deste empresário. A
Figura 1 mostra a confiança geral do empresário com o futuro
(nos próximos seis meses em relação ao momento de realização
da pesquisa mensal) para as três grandes categorias industriais
utilizadas nas análises macroeconômicas: (a) a indústria
como um todo e a sua subdivisão em indústria extrativa (b) e
indústria da transformação (c).

Leia mais no PDF
Anexos

Coluna Estratégia & Gestão

PDF | 328 Kb

Coluna Estatísticas

PDF | 789 Kb

 

Esta publicação fala sobre
Para procurar por publicações similares, clique
nos temas acima ou nos textos listados ao lado.
Você também pode realizar uma pesquisa
no campo superior desta página.
Você pode ainda publicar seu comentário logo abaixo, assim como mandar sua sugestão por e-mail.


Participe, deixe abaixo os seus comentários.

Ajax Indicator
Ajax Indicator

Institucional

Conheça aqui a rede de comunicação da Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel.

Contato

A ABTCP espera sua mensagem, seja para anunciar, enviar sugestões ou tirar dúvidas sobre nossas publicações.

O Papel | ABTCP | Todos os direitos reservados 2009